terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

El cáncer a través de mi cámara

"De máquina fotográfica na mão, um grupo de crianças e jovens de uma associação espanhola quiseram demonstrar que o cancro não é um ponto final nem uma barreira intransponível. Vítimas da doença, decidiram apresentar hoje, Dia Internacional da Criança com Cancro, o livro “Através da minha câmara. O adolescente com cancro fotografa o seu mundo”. 

Durante vários meses, jovens voluntários da Asociación Infantil Oncológica trabalharam como monitores num curso de fotografia dado a outros adolescentes que sofrem de cancro, a mesma doença que os primeiros conseguiram ultrapassar.


Dezenas de fotografias captadas em vários hospitais madrilenos foram o resultado desta formação, teórica e prática, que agora surge compilada em livro, com prefácio do basquetebolista do Real Madrid, Juanma López Iturriaga. 




“As várias histórias de diferentes personagens, que tiveram a coragem de reagir a um desses duros golpes que por vezes a vida nos prega, despertaram em mim enorme admiração. Não falo apenas dos que sofrem da doença, mas também das suas famílias”, realça Iturriaga.

Nas fotografias reunidas em livro, os jovens pacientes mostram o seu dia-a-dia, as suas emoções e sentimentos, dentro e fora dos hospitais madrilenos onde estão internados. Graças ao exemplo dos seus monitores, que conseguiram superar a doença com êxito, os jovens fotógrafos conseguiram captar e transmitir a mensagem de que se pode vencer o cancro.

Associação Acreditar ajuda crianças e pais portugueses

A leucemia e os tumores do sistema nervoso central representam mais de metade dos cancros diagnosticados em crianças anualmente, uma "bomba" que cai no colo dos pais e com a qual a associação Acreditar os ajuda a lidar diariamente.

"Segundo a Confederação Internacional de Pais de Crianças com Cancro, a leucemia e os tumores do sistema nervoso central representam 65 por cento do total dos cancros nas crianças - 40% as leucemias e 25% o restante", adiantou em declarações à agência Lusa a directora-geral da Acreditar - Associação de Pais e amigos de Crianças com Cancro.

Em Portugal, a sobrevivência ronda os 78% nos casos de leucemia e dos 69% quando se trata de tumores do sistema nervoso central.

Todos os anos são diagnosticados cerca de 350 novos casos de cancro em crianças em Portugal. Todos os dias, a Acreditar ajuda pais e crianças a lidarem com a doença. "


Sem comentários:

Enviar um comentário