domingo, 16 de janeiro de 2011

James Nachtwey

Para primeiro post deste blog decidi pegar em James Nachtwey, nascido em Syracuse, Nova Iorque em 1948.

James Nachtwey


As imagens da Guerra do Vietnam tiveram um forte impacto sobre ele e foram decisivas para a descoberta de sua vocação. Ele recorda como, nos anos 1970, foi profundamente afectado pela famosa foto de Nick Ut, da menina vietnamita correndo nua e com a pele queimada após um ataque americano.




Em 1976 começou a trabalhar como fotógrafo de jornais no Novo México e, em 1980, mudou-se para Nova Iorque para dar início a uma carreira como fotógrafo "free-lance" para revistas. O seu primeiro trabalho como fotógrafo internacional foi a cobertura do movimento civil na Irlanda do Norte em 1981 durante a greve de fome do IRA (Exército Republicano Irlandês). Desde então, James Nachtwey tem se dedicado a documentar guerras, conflitos e situações sociais precárias. James Nachtwey é considerado por muitos o mais corajoso fotojornalista. 



Recebeu diversos prêmios tais como o Common Wealth Award, Martin Luther King Award, Dr. Jean Mayer Global Citizenship Award, Henry Luce Award, Robert Capa Gold Medal (cinco vezes), o World Press Photo Award (duas vezes), Magazine Photographer of the Year (sete vezes), o International Center of Photography Infinity Award (três vezes), o Leica Award (duas vezes), o Bayeaux Award for War Correspondents (duas vezes), o Alfred Eisenstaedt Award, o Canon Photo essayist Award e o W. Eugene Smith Memorial Grant para Humanistic Photography. É um associado da Royal Photographic Society e Doutor Honorário de artes da Faculdade de Artes de Massachusetts.


Em 2001 foi lançado o documentário War Photographer, focado totalmente em Nachtwey e seu trabalho. O diretor Christian Frei utilizou micro-câmeras especiais acopladas à câmera fotográfica dele, proporcionando ao público a oportunidade de acompanhar o fotojornalista em ação. O documentário foi nomeado ao Oscar de melhor documentário. Foi filmado em 2 anos durante os conflitos de Kosovo, Palestina e Indonésia.



"I have been a witness, and these pictures are
my testimony. The events I have recorded should
not be forgotten and must not be repeated."


Sem comentários:

Enviar um comentário